Actualizar para MariaDB num servidor com CPanel

Efectuei a alteração de MySQL para MariaDB no meu servidor em produção com CPanel. O upgrade foi feito directamente pelo painel de controlo sem qualquer problema ou downtime.

MariaDB em CPanel

Certamente já conhecem a história, ou novela, da Oracle, MySQL, equipa de desenvolvimento do MySQL e MariaDB. Se não conhecem a versão altamente reduzida é que o criador do MySQL chateou-se com a Oracle e criou o MariaDB. Não é assim tão linear, mas já ficam com uma ideia.

Já andava para mudar para MariaDB há algum tempo, tinha visto que a performance era superior e era bastante simples a migração entre MySQL 5.6 e MariaDB 10. Fiz alguns testes localmente por causa de umas queries do Mais Gasolina com coordenadas, e vi na minha máquina local uma redução no uso de RAM e as queries ligeiramente mais rápidas nas tabelas em InnoDB. Não cheguei a converter nada de MyISAM para AriaDB.

Para mim o melhor do MariaDB é o nome. Como está a ser adoptado em massa vão-se acabar os clientes e colegas que dizem “My Sequel” em vez de “My Ésse Cue Éle” e passam a dizer MariaDB.

Actualização pelo WHM / CPanel

O servidor de produção onde tenho os sites alojados está a correr CPanel e este permite a actualização de forma transparente de MySQL para MariaDB. Aproveitei um problema com o meu antigo fornecedor (tmzVPS), o qual não recomendo de todo, migrei para outra empresa com mais qualidade e aproveitei para testar o upgrade para MariaDB. Assim se algo corresse mal era só voltar atrás porque tinha ainda o outro servidor em produção, mas foi tudo bastante linear e não existiu qualquer downtime durante o processo.

Com o MySQLTuner verifiquei que as optimizações que tinha feito no MySQL continuavam activas, com a mesma configuração, e limitei-me a fazer uns testes e no meu caso a diferença de performance foi muito ligeira.

Pessoalmente recomendo a fazer a actualização para MariaDB antes de um upgrade para MySQL 5.7 uma vez que podem existir problemas de compatibilidade. E o MariaDB está mais que testado, o Google já usa, a Wikipedia está a usar desde 2013 e várias distribuições Linux deixaram de trazer MySQL para trazer MariaDB.

E o melhor de tudo é que é tirar um e colocar outro. Não existem alterações nas queries, os binários continuam com os mesmos nomes (mysqlcheck, mysqldump, etc) portanto não é necessária qualquer alteração em código já em uso.

 
Copyright © 1985 - 2017 Eduardo Maio. Alguns direitos reservados.
eduardomaio.net - Às vezes mais valia ser Agricultor do que Programador
Ao navegar no blog eduardomaio.net está a concordar com os termos legais e de privacidade.