A visualizar arquivo completo com todos os posts do Blog

O EasyApache 4 vai ser o configurador pré-definido de Apache e PHP no CPanel a partir da versão 58 do WHM. No entanto mesmo com a versão 56 é já possível usar o EasyApache 4.

A actualização não é transparente, mas vale bem a pena.

Stand CPanel numa feira tecnológica

Testei o PHP7 e como todos os meus sites funcionavam (blogs em WordPress também) queria ter o PHP7 no servidor de produção, mas apenas é possível com o EasyApache 4.

EasyApache 3 vs 4

As grandes diferenças da versão 3 é que a actualização é automática, a instalação muito mais rápida e podemos ter várias versões do PHP. Para instalar um módulo ou actualizar a versão do PHP e Apache deixa de ser necessário recompilar tudo, passa a funcionar com RPMs.

No entanto não é possível criar um perfil de forma fácil pelo interface web, tem que ser feito manualmente com um ficheiro JSON e a documentação ainda não é grande coisa. Para um servidor único não é chato, mas para deploy em vários servidores pode ser uma dor de cabeça.

A minha experiência

É preciso aceder por SSH e correr um script de actualização de EA3 para EA4. Na teoria a instalação é migrada para o EA4, mas no meu caso com configurações de MPM e FastCGI o PHP deixou de funcionar.

Ponto positivo, o script que reverte para EA3 funciona bem e voltou tudo a funcionar. Com mais tempo voltei a correr a actualização e foi necessário reconfigurar o Apache e PHP.

Como apenas pretendo o PHP7 tentei criar um perfil em separado com os módulos que já tinha. Desisti e através do interface gráfico comecei a escolher os módulos que precisava. Depois de repostas as configurações do Apache e actualizada a configuração do PHP7 tinha o servidor pronto. Como a instalação é bem rápida coloquei primeiro uma das versões padrão com tudo e mais alguma coisa e fui removendo os módulos que não me interessavam. O downtime foi de cerca de 15 minutos.

As actualizações tem sido feitas sem problema, tendo já recebido duas actualizações do Apache e uma do PHP. Os sites continuam a funcionar sem qualquer interrupção e a versão é actualizada. Acabam-se assim as recompilações manuais, só por isso vale bem a pena.

Depois temos o suporte a PHP7 que é bem mais rápido e se tiverem sites com código legacy podem manter a correr o PHP 5.5 ou 5.6 e decidir que sites usam que versão.

Se tiverem tempo para experimentar recomendo actualizar o EasyApache para a versão 4 e ficarem já precavidos quando a versão 58 começar a ser distribuída no canal RELEASE de actualizações.

O segundo trimestre do ano já apanha meses de férias, contribuindo para o aumento dos acessos com dispositivos móveis.

Estatísticas

 

Browsers
Browsers

Chrome e Safari sobem com o aumento dos acessos em Mobile. No caso do Internet Explorer, a esmagadora maioria (perto de 85%) dos que ainda utilizam este browser estão felizmente na versão 11.

Sistemas Operativos
Sistemas Operativos

O número de utilizadores em Mobile quase que iguala os acessos em desktop.

Resoluções
Resoluções

Nas resoluções a mais usada é agora a 360×640, standard em vários telemóveis. Em desktop continua 1366×768 como a mais usada.

As estatísticas aqui apresentadas são provenientes de vários sites com um público alvo generalista. São incluídos os dados de cerca de 200.000 utilizadores únicos baseados em Portugal.
Os dados aqui apresentados podem não corresponder ao público alvo do seu website.

Está na hora de encriptar o seu blog em WordPress. Já tem um certificado, está pronto a avançar, mas infelizmente mudar um blog WordPress de HTTP para HTTPS não é uma tarefa fácil.

Siga estes passos para o fazer sem grandes dificuldades.

Ligar a Wi-Fi no aeroporto

A web está a mudar. Dantes apenas sites e-commerce e bancos usavam HTTPS, hoje em dia com o que sabemos sobre espionagem da NSA graças ao Snowden e com o acesso massificado por redes Wi-Fi pouco seguras passou a ser um dever fornecer sites por HTTPS, não apenas por questões de segurança mas também de privacidade.

No entanto não basta comprar um certificado SSL, instalar o mesmo e mudar o endereço do blog para HTTPS. É necessário mudar os links para os ficheiros Javascript e CSS caso não estejam a ser usados caminhos relativos e mudar os caminhos das imagens nos posts assim como outro conteúdo, caso contrário o browser vai apresentar um erro de conteúdo misto.

Se sabe o que está a fazer passe para o fim do artigo, senão continue a ler.

O WordPress guarda o caminho completo da imagem na base de dados

Ao enviar uma imagem pelo WordPress para o servidor ou ao incluir uma imagem da galeria ao criar um novo post o WordPress coloca o caminho completo da imagem na base de dados. Em vez de /imagens/foto.jpg guarda http://www.eduardomaio.net/imagens/foto.jpg.

Ao mudar o seu blog para HTTPS estes dados vão-se manter na base de dados como HTTP e vamos ter um aviso de conteúdo misto e as imagens podem não aparecer. O mesmo acontece com caminhos para vídeos do Youtube ou Vimeo que eram incluídos antigamente por HTTP apenas.

O que é o aviso de conteúdo misto e porque os dados são bloqueados?

A ideia do HTTPS é garantir que a página é enviada encriptada e sem alterações entre o servidor e o browser. Desta forma um browser não pode permitir a apresentação de conteúdo sem encriptação na mesma página, uma vez que não está garantida a integridade e segurança dos dados.

Assim é necessário alterar os endereços de todos os recursos que temos no blog de HTTP para HTTPS, isto falando de imagens, vídeos, CSS, JS e afins.

O WordPress não permite esta alteração de forma simples, é necessário correr queries para fazer a alteração.

Alterar os endereços na base de dados

Primeiro vamos fazer um backup da base de dados caso exista algum erro a efectuar a alteração.

Depois com o phpMyAdmin ou outra ferramenta de acesso ao MySQL / MariaDB vamos correr as seguintes querys, mudando o endereço para o do seu blog:

1
2
3
4
5
UPDATE wp_posts SET guid = REPLACE(guid, 'http://www.eduardo.pt','https://www.eduardo.pt');

UPDATE wp_posts SET post_content = replace(post_content, 'http://www.eduardo.pt', 'https://www.eduardo.pt');

UPDATE wp_postmeta SET meta_value = replace(meta_value, 'http://www.eduardo.pt', 'https://www.eduardo.pt');

Na maioria dos casos estes comandos bastam. No meu caso tenho ainda vídeos do Youtube que foram incluídos no blog em 2008, com o link directo com HTTP. Assim foi preciso correr a seguinte query:

1
UPDATE wp_posts SET post_content = replace(post_content, 'http://www.youtube.com', 'https://www.youtube.com');

Agora o seu blog irá ficar a funcionar sem problemas com HTTPS.

Começamos 2016 a seguir a mesma tendência destes últimos anos, os acessos por dispositivos móveis a subir, o Chrome a ganhar mercado.

Estatísticas

 

Browsers
Browsers

O Edge continua a subir, mas de forma bem menos significativa que no último trimestre. O Firefox e o Internet Explorer continuam a perder utilizadores e o Chrome ganha mercado à custa dos acessos por dispositivos móveis.

Sistemas Operativos
Sistemas Operativos

A percentagem de utilizadores com Android, iOS e Windows Phone já está nos 45%. O Windows continua com vantagem, com 51% dos utilizadores.

Resoluções
Resoluções

Nas resoluções continua o mesmo panorama, 1366×768 como a mais usada em computadores e 360×640 como a mais usada em telemóveis.

As estatísticas aqui apresentadas são provenientes de vários sites com um público alvo generalista. São incluídos os dados de cerca de 200.000 utilizadores únicos baseados em Portugal.
Os dados aqui apresentados podem não corresponder ao público alvo do seu website.

Uma boa parte dos contribuintes vão ter dificuldades na entrega do IRS este ano com o fim do suporte a plugins NPAPI em browsers como o Chrome, Edge e Firefox.

Sem Java

Grande parte dos serviços públicos portugueses estão programados em Java. Não que isso seja mau, Java é uma linguagem legitima para correr num servidor.

O problema são os applets usados, que obrigam a ter um plug-in no browser, de forma semelhante ao Flash. Ora com falhas de segurança recorrentes tanto o Chrome (e Opera e Vivaldi), Firefox e Edge deixaram de correr plugins NPAPI, isto quer dizer que aplicações como a usada para submeter o IRS deixaram de funcionar se mantiverem os vossos browsers actualizados.

No caso da submissão do IRS basta ter o Java no computador e descarregar a aplicação offline, mas não existe ainda informação sobre isto. Ou a aplicação muda este ano para a entrega do IRS ou vamos ter contribuintes menos letrados em informática a olhar para o browser com um erro que o plug-in não é suportado.

Existem outras aplicações do estado que não podem ser descarregadas e continuam a funcionar em Java e que actualmente apenas funcionam em Internet Explorer. Nestes casos é possível com alguns truques activar o suporte a NPAPI nas configurações do Chrome ou Firefox, mas aqui estamos apenas a empurrar o problema com a barriga.

É urgente reformular estas aplicações e torná-las acessíveis também por tablet ou telemóvel através de um browser.

Quero Saco

Com a nova lei que obriga a pagar 10 cêntimos por cada saco de plástico e o aproveitamento de algumas superfícies de começar a cobrar por sacos que eram oferecidos e não estavam abrangidos por esta lei decidi criar um site onde fosse possível partilhar estas situações. Podem ler um pouco mais neste post as ideias por detrás do site.

Felizmente (infelizmente para o Governo) os portugueses quase que deixaram de usar sacos de plástico e algumas das empresas que cobravam pelos sacos deixaram de o fazer após algumas criticas dos consumidores.

O site não teve grande aceitação e acabei por terminar o projecto.

No último trimestre de 2015 desce o número de acessos com dispositivos móveis e aumenta o número de utilizadores com acesso através de um computador.

Estatísticas

 

Browsers
Browsers

A grande novidade é o Edge, que embora tenha ainda uma percentagem mínima de 1.62% está a roubar utilizadores ao Internet Explorer e Chrome. O conjunto de utilizadores com Internet Explorer 6, 7 e 8 já está perto de 1% no universo total de utilizadores, podendo-se deixar de considerar estes browsers para novos websites.

Sistemas Operativos
Sistemas Operativos

Nos sistemas operativos não existem grandes alterações, no entanto nas versões do Windows o 10 é já a segunda versão mais utilizada com 21% do total de utilizadores deste sistema operativo. Uma subida considerável em comparação com o trimestre anterior

Resoluções
Resoluções

Nas resoluções de ecrã fixam-se a 1366×768 como a mais usada em computadores e 360×640 como a mais usada em telemóveis.

As estatísticas aqui apresentadas são provenientes de vários sites com um público alvo generalista. São incluídos os dados de cerca de 150.000 utilizadores únicos baseados em Portugal.
Os dados aqui apresentados podem não corresponder ao público alvo do seu website.
 
Copyright © 1985 - 2017 Eduardo Maio. Alguns direitos reservados.
eduardomaio.net - Às vezes mais valia ser Agricultor do que Programador
Ao navegar no blog eduardomaio.net está a concordar com os termos legais e de privacidade.