Evitar texto burocrático ao escrever num blog, email ou fórum

A Internet evoluiu bastante, e com ela evoluíram os nossos hábitos. Ninguém tem paciência para uma apresentação em Flash ou para um site que demora mais de 3 segundos a carregar. É mais rápido voltar atrás e clicar noutro resultado do Google do que esperar.

Isto demonstra que o actual utilizador da web tem a atenção de uma criança de 5 anos numa loja de brinquedos. Vai olhar para todo o lado, apanhando informação solta, nunca se focando num só brinquedo.

Mulher aborrecida

E onde quero eu chegar com isto? Por vezes leio blogs que fazem textos enormes, não porque têm muito para contar, mas porque usam “palavras caras” para dizer coisas simples.

Eu também sou vitima dessa doença, e recentemente percebi porquê! O nosso país é burocrático, e somos assim treinados desde pequenos na escola.

Se num qualquer teste da primária temos uma pergunta “Quem atirou o pau ao gato?” e respondemos “O rapaz que canta” vamos ter uma resposta incompleta de acordo com os professores. Para termos toda a pontuação precisamos de responder “Quem atirou o pau ao gato foi o menino que cantou a canção”.

E isto não se aplica apenas a blogs. O texto burocrático lê-se em fóruns, emails, cartas, jornais, revistas. O problema é que online ninguém lê grandes textos com atenção, só se a escrita for simples. Para ler textos literários com muitas letras e que dizem pouco compra-se um livro, na Internet só queremos o resumo.

Ganhamos muito com um texto directo ao assunto, e olhando para alguns posts meus em que escrevo “Hoje vou escrever aqui no blog sobre…” bato com a mão na cabeça ao estilo “Esqueci-me de registar o Totoloto”, que estou a escrever no blog toda a gente sabe, não preciso de o dizer.

 
Copyright © 1985 - 2017 Eduardo Maio. Alguns direitos reservados.
eduardomaio.net - Às vezes mais valia ser Agricultor do que Programador
Ao navegar no blog eduardomaio.net está a concordar com os termos legais e de privacidade.