Os SEO e a falha da entrega da mensagem nos SERP’s

Na optimização para os motores de busca fazem-se vários erros que levam a resultados pouco satisfatórios quer para o cliente que encomendou o serviço, quer para o utilizador que efectua uma pesquisa e perde o que poderia ser conteúdo interessante, por filtrar o que considera spam nas páginas de resultados dos motores de busca.

Motor de pesquisa Google

O grande problema é que alguns destes SEO’s têm as suas prioridades invertidas e limitam-se a optimizar uma página a pensar nas máquinas que as vão ler e classificar, apenas para mostrar que conseguem colocar um site num dos 10 primeiros resultados para determinada keyword, deixando o factor humano, que gera receita, para último lugar ou totalmente esquecido.

É verdade que a utilização de keywords e frases especificas ajudam bastante no processo de optimização para motores de busca mas não podemos fazer apenas websites para máquinas. Se vou ao Google e faço uma pesquisa por “bacalhau” à procura de receitas de bacalhau é muito provável que não clique num resultado cujo título seja “Bacalhau – Bacalhau – Bacalhau” e a descrição “Bacalhau. Tudo sobre Bacalhau. O melhor site de Bacalhau”. Se o título for “Bacalhau – Site das receitas” e a descrição “Mil e uma maneiras de preparar Bacalhau. Bacalhau à Zé do Pipo, Bacalhau à Brás…” se calhar já me sinto mais tentado a clicar e sei de antemão que tipo de conteúdo posso esperar daquele resultado.

Claro que se clicar num resultado que me pareça interessante e não encontrar nada do que me foi descrito vou bloquear mentalmente aquele site e provavelmente nunca mais lá volto. É portanto de evitar cair no “síndrome do politico”, não devemos prometer algo que sabemos que não vamos cumprir.

O título e descrição de uma página devem ser vistos como um anúncio, têm que cativar o utilizador de uma forma efectiva. É quase como se fosse um anuncio no Adwords, de nada nos servem os cliques se não temos um retorno do valor pago pela visita. No caso dos SERP’s não se paga pelo clique, é verdade, mas podemos pagar de uma forma mais cara, com a reputação do site/marca/empresa. Afinal de contas, se me estão a tentar enganar a clicar num determinado resultado apenas para os visitar, se optar pelos seus serviços/produtos quem me garante que não me irão enganar novamente?

 
Copyright © 1985 - 2017 Eduardo Maio. Alguns direitos reservados.
eduardomaio.net - Às vezes mais valia ser Agricultor do que Programador
Ao navegar no blog eduardomaio.net está a concordar com os termos legais e de privacidade.